Energia influencia IPCA-15 de março, que fica em 0,54%

Grupo Habitação, com alta de 0,28% foi influenciado pelo item energia elétrica, que subiu 0,5% em relação ao mês anterior

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 de março teve variação positiva de 0,54% , mostrando aceleração em relação à taxa de abril, quando obteve 0,34%. O resultado foi a maior para um mês de março desde 2015, quando o índice foi de 1,24%. Já o acumulado dos últimos 12 meses ficou em 4,18%, 0,45% acima dos 3,73% registrados no ano anterior. Em março de 2018, a taxa havia sido de 0,10%.

Com alta de 0,28%, o grupo Habitação foi um dos destaques do mês, sendo influenciado pelo item energia elétrica, que variou positivamente 0,43%, um pouco acima do registrado em fevereiro (0,38%). As variações regionais vão desde a queda de 1,95% em Belo Horizonte à alta de 1,96% no Recife.

Os dados usados para o cálculo do IBGE são coletados no período de 13 de fevereiro a 15 de março de 2019 e comparados com aqueles vigentes de 16 de janeiro a 12 de fevereiro de 2019. O indicador refere-se às famílias com rendimento de 1 a 40 salários mínimos e abrange as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e Goiânia.