MME aprova três UFVs da Total Eren como projetos prioritários

Obras em São Paulo devem ser concluídas em julho deste ano e irão somar mais de 86 MW à capacidade instalada da fonte na região. MME também enquadrou fotovoltaica Bahia e PCH no Mato Grosso

O Ministério de Minas e Energia confirmou três projetos de geração solar como prioritários em São Paulo, todos com conclusão prevista para julho deste ano e prevendo o acréscimo total de 86,1 MW à capacidade instalada da fonte na região. As UFVs são de posse da Eren Dracena Participações, controlada pela Total Eren, e estão nominadas como Dracena 1, 2 e 4, cada uma composta por oito unidades geradoras.

O MME também deu provimento à solicitação da OH Sobrado Geradora de Energia Solar e definiu como prioritário o projeto da central de geração fotovoltaica Sobrado 1, constituída por 30 placas que totalizam 30 MW de potência na Bahia, numa obra que deverá ser finalizada em junho deste ano.

Outra definição do Ministério foi para a PCH Buriti, que possui três turbinas e 10 MW de capacidade no Mato Grosso. A obra é de posse da Intrepid Investimentos e Participações S.A, que detém 96% de participação no projeto, concluído em agosto de 2018. As decisões acima foram publicadas no portal do MME e no Diário Oficial da União, através das portarias nº 68, 70, 73, 74 e 75.