Revisão tarifária da Enel SP prevê aumento médio de 6,32% nas contas de luz

Processo tarifário da distribuidora de energia paulistana ficará em audiência pública entre os dias 4 e 17 de abril

A proposta da Agência Nacional de Energia Elétrica para a quinta revisão tarifaria da Enel São Paulo (antiga Eletropaulo) prevê um aumento médio de 6,32% para as tarifas da distribuidora paulistana, com efeito médio de 7,85% para os clientes atendidos em alta tensão e de 5,75% para os consumidores em baixa tensão. O resultado final da revisão será aplicado a partir do dia 4 de julho.

Também ficará em audiência a proposta para os indicadores de qualidade DEC e FEC, que medem a duração e a frequência das interrupções no fornecimento de energia elétrica na área de concessão da distribuidora, para o período de 2020 a 2023. A Enel SP atende a 7,2 milhões de unidades consumidoras em 24 municípios da região metropolitana de São Paulo, incluindo a capital paulista.

As contribuições serão recebidas pela Aneel entre os dias 4 e 17 de abril, quando será realizada reunião pública em São Paulo.