Aneel aprova aumento médio de 8,66% para CPFL Paulista

Efeito médio é de 9,30% para consumidores em alta tensão e de 8,34% para a baixa tensão

As tarifas da CPFL Paulista terão aumento médio de 8,66% a partir de 8 de abril, com efeito médio de 9,30% para os consumidores em alta tensão e de 8,34% para os de baixa tensão. Os índices são resultantes do reajuste tarifário anual da distribuidora, aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica nesta terça-feira, 2 de abril.

A compra de energia foi um dos itens mais representativos na tarifa da distribuidora, com participação de 4,37%. Também pesou no reajuste a inclusão de custos financeiros, que representam 9,07% do aumento a ser percebido pelo consumidor. A CPFL Paulista atende 4,4 milhões de unidades consumidoras em 234 municípios do interior de São Paulo.