Aneel autoriza reajustes para cinco cooperativas de eletrificação rural

Novos índices serão aplicados a partir de 29 de abril

As tarifas das cooperativas de eletrificação rural Centro Sul de Sergipe Ltda (Cercos), Resende Ltda. (Ceres), Itaí – Paranapanema – Avaré (Ceripa), Cachoeiras – Itaboraí Ltda. (Cerci) e Araruama Ltda.(Ceral Araruama) para os próximos 12 meses foram aprovadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica nesta terça-feira, 23 de abril. Os índices serão aplicados a partir do dia 29.

O reajuste anual da Cercos terá efeito médio de 7,29% para os consumidores, com aumento médio de 7,39% na baixa tensão e de 3,84% para os de baixa tensão. Para os consumidores da Ceres, o aumento médio será de 16,67%, com impacto de 16,88% na baixa tensão e de 14,65% na alta tensão.

Para a Ceripa, o aumento ficou em 12,84% em média, com efeito médio de 16,63% na baixa tensão e de 8,96% na alta tensão. Na área atendida pela Cerci, o índice médio é de 10%, com impacto de 9,98% para os consumidores em baixa tensão e de 10,22% para os de alta tensão. O mesmo aumento de 10% foi autorizado para a Ceral Araruama, que terá correção média de 9,49% na baixa tensão e de 12,37% na alta tensão.