Banco do Brasil vai vender participação acionária na Neoenergia

CA da holgind aprovou ainda um pedido de análise para emissão de até R$ 1,5 bilhões em debêntures

O Conselho de Administração do Banco do Brasil informou em fato relevante divulgado ao mercado na noite da última terça-feira, 23 de abril, ter aprovado a venda da participação acionária que possui na Neoenergia. A venda dos 9,35% em poder da controlada BB Banco de Investimentos será feita por meio de uma oferta pública de ações.

A Neoenergia também anunciou em comunicado ao mercado nesta quarta-feira (24) que seu Conselho de Administração aprovou pedido de análise prévia para registro de oferta pública de emissão de debêntures simples. As debêntures serão da espécie quirografária e em até duas séries, além de não conversíveis em ações. A emissão será a sexta da companhia e terá um valor inicial de R$ 1,5 bilhão, podendo atingir mais R$ 250 milhões em debêntures adicionais.

Ainda segundo o comunicado, os acionistas da companhia irão deliberar no próximo dia 29 de abril, em Assembleia Geral Extraordinária, um pedido de adesão da companhia ao segmento especial de listagem do Novo Mercado, além de oferta de ações e da alteração e consolidação do seu estatuto social. A oferta de ações também fez com que a empresa aprovasse a reapresentação espontânea das demonstrações financeiras dos 2016, 2017 e 2018.

De acordo com a Neoenergia, o movimento tem o objetivo de dar uma melhor comparabilidade e apresentação da posição patrimonial e do desempenho operacional e econômico da empresa, para viabilizar o registro da Oferta de Ações perante a CVM, caso o mesmo seja aprovado.

Nota da redação: texto alterado às 10h33 para inclusão de informações sobre a venda da participação do Banco do Brasil na Neoenergia.