UTE Onça Pintada terá engenharia detalhada de multinacional finlandesa

Pöyry fará projetos em 3D da Usina da Eldorado, localizada no Mato Grosso do Sul e com 50 MW de capacidade a partir de biomassa de florestas plantadas e descartados da produção da celulose

A multinacional finlandesa de consultoria e serviços de engenharia Pöyry está desenvolvendo o projeto de engenharia detalhada da Usina Termelétrica Onça Pintada, que será instalada no município de Três Lagoas (MS). A empresa foi responsável também pelo processo de licenciamento ambiental do empreendimento, bem como pela engenharia básica da usina, que terá capacidade de 50 MW e produção totalmente vendida para a rede pública.

Uma das vencedoras do leilão A-5 da Aneel, realizado em 2016 para geração de energia elétrica, a Eldorado tem prazo até 2021 para entrar em operação. Ao utilizar biomassa processada (triturada) proveniente principalmente de raízes e tocos – e eventualmente – galhos e madeiras picadas – descartados do processo de fabricação de celulose como combustível para a caldeira, a UTE Onça Pintada tirará proveito de sinergias geradas pelas áreas de florestas plantadas para produção de celulose pela empresa.

Dentre as particularidades deste projeto, destaca-se também a sinergia dessa usina com a fábrica de celulose existente, que fornecerá água industrial, tratamento de efluentes, água desmineralizada, vapor, ar comprimido, produtos químicos, entre outros. “Todos os projetos serão gerados em 3D, em forma de Plano Diretor, e ajustado às necessidades futuras de crescimento da fábrica”, explica Nilson Niero, diretor de Estudos, Projetos Especiais, Energia, Infraestrutura e Consultoria da Pöyry, destacando também que será produzida a vista arquitetônica de conjunto térmica e do pipe-rack, além do desenho completo da instalação do turbogerador.