Bandeira tarifária será verde em junho

Cenário hidrológico para o mês aponta vazões acima da média. PLD da próxima semana terá valor mínimo

Com previsão de chuvas acima das expectativas, o mês de junho terá bandeira verde, sem custo adicional para o consumidor, anunciou a Agência Nacional de Energia Elétrica nesta sexta-feira, 31 de maio. A expectativa é de manutenção dos níveis do principais reservatórios no mês que vem, em razão de vazões acima da média histórica.

O Preço de Liquidação das Diferenças, usado no mercado de curto prazo, caiu para o patamar mínimo na próxima semana, com a perspectiva de redução do risco hidrológico (medido pelo GSF).  PLD e GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira tarifária.

O mecanismo adotado pela Aneel desde janeiro de 2015 sinaliza mensalmente para o consumidor o custo de geração de energia. Na bandeira verde, o custo adicional a ser pago na conta de luz é zero; na amarela, R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos; na vermelha patamar 1, R$ 4,00 e na vermelha patamar 2, R$6,00.