Light mudará estrutura da direção executiva

Empresa apresentou o plano de opção de compra de ações que será deliberado no mesmo dia em uma segunda AGE a ser realizada em 4 de julho

A Light realizará duas assembleias no dia 4 de julho, uma pela manhã e outra à tarde. Na pauta estão a alteração do Estatuto Social e o Plano de Opção de Compra de Ações, respectivamente. A primeira deliberação refere-se reduzir de nove para seis o número de Diretores da companhia. A proposta prevê extinguir os cargos de Diretor de Comunicação, Diretor Jurídico e Diretor de Desenvolvimento de Negócios e Relações com Investidores.

Além disso, será avaliada a alteração das atribuições do cargo de Diretor Presidente para incluir aquelas do cargo de Diretor de Desenvolvimento de Negócios e Relações com Investidores, bem como otimizar e aprimorar as atribuições dos cargos dos demais diretores. Assim a estrutura deverá ficar dividida entre Diretor Presidente e de Relações com Investidores, Diretor de Finanças e de Participações, Diretor de Gestão Empresarial e Diretor de Energia e Comercialização. Outro item que será avaliado é a criação do Comitê de Auditoria Estatutário.

Horas mais tarde está na pauta a deliberação sobre o plano de opção de compra de ações da empresa. A empresa publicou as regras e o plano referente a este programa no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
Entre os pontos, são elegíveis ao programa administradores e empregados da Companhia ou de outras sociedades sob o seu controle, desde que aprovado pelo Conselho de Administração da companhia. O número total de ações que poderão ser adquiridas no âmbito do Plano não excederá 2,1% das ações representativas do capital social total da Light. O preço será de R$ 20,54 por ação, valor correspondente à média da cotação das Ações da Companhia na B3, ponderada pelo volume de negociação, nos 60 pregões anteriores a 17 de maio de 2019. Clique aqui e conheça o plano de opção de compra de ações da Light.