Amazonas é autorizada a participar do MCSD de Energia Nova

Decisão teve caráter excepcional, já que a empresa ficou inadimplente no ano passado ainda no período de gestão temporária pela Eletrobras

A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou a participação da Amazonas Energia nas operações do Mecanismo de Compensação de Sobras e Déficits de Energia Nova de 2019, previstas para os meses de julho e dezembro. A autorização foi dada em caráter excepcional, uma vez que, pelas normas da Aneel, a distribuidora estaria impedida de participar do MCSDEN, por ter ficado inadimplente na liquidação do mecanismo no ano passado.

A agência decidiu dar tratamento diferenciado à Amazonas porque a empresa estava na época em regime de operação temporária pela Eletrobras. O débito em atraso foi pago pela estatal na liquidação de fevereiro, que aconteceu em abril de 2018, e não houve mais registros de inadimplência depois disso.

A privatização da distribuidora aconteceu em dezembro, mas o contrato de concessão foi assinado pelo Consórcio Oliveira-Atem apenas em 11 de abril desse ano. A Aneel já havia tomado decisões semelhantes em relação às distribuidoras do Acre (Eletroacre), de Rondônia (Ceron) e do Piauí (Cepisa), que também eram operadas em caráter precário pela Eletrobras e foram leiloadas no ano passado.