Liquidação do mercado de curto prazo movimentou R$ 1,4 bi em abril

Total contabilizado pela CCEE somou R$ 9,1 bilhões sendo R$ 7,2 bilhões relacionados às liminares referentes ao GSF

A liquidação financeira do mercado de curto prazo movimentou R$ 1,4 bilhão dos R$ 9,1 bilhões contabilizados nas operações do mês de abril. De acordo com dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, do valor não pago, R$ 7,2 bilhões estão relacionados às decisões judiciais do risco hidrológico, enquanto outros R$ 470 milhões são decorrentes de parcelamentos, decisões judiciais e inadimplência.
Os agentes que possuem decisões judiciais vigentes para não participarem do rateio da inadimplência oriunda de liminares do GSF perceberam adimplência próxima de 94%; e os agentes amparados por decisões que determinam a incidência regular das normas perceberam adimplência de 10%. Após a operacionalização dessas decisões judiciais, os credores que não possuem liminares relacionadas ao rateio da inadimplência perceberam adimplência próxima de 5%. A operação, realizada pela CCEE, envolveu 7.745 agentes, sendo 2.419 devedores e 5.326 credores.
Conta Bandeiras
A liquidação referente aos recursos de bandeiras tarifárias na contabilização de abril de 2019 movimentou R$ 39.243.325,25. A operação considerou o pagamento de 14 distribuidoras e permissionárias devedoras na Conta no valor de R$ 232.478,13, pagamento do prêmio de risco hidrológico no valor de R$ 39.010.846,42 aportados por 24 agentes geradores.