Térmica no RJ recebe autorização do MME para importar GNL em 2020

Usina da associação entre Prumo Logística, BP e Siemens poderá realizar a importação de até 5,8 milhões de m³ entre março do ano que vem e até junho de 2022

A empresa UTE GNA I Geração de Energia, controlada pelo consórcio da Prumo Logística com a petroleira BP e a Siemens, recebeu a aprovação do Ministério de Minas e Energia para a importação de até 5,8 milhões de m³ de Gás Natural Liquefeito – GNL para uso na termelétrica Novo Tempo GNA 2, localizada no estado do Rio de Janeiro. A autorização começa a valer a partir de 1º de março de 2020 e vai até 30 de junho de 2022, limitando-se exclusivamente ao gás na forma liquefeita.

De acordo com a decisão, publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 19 de junho, através da portaria nº 255, não há definição prévia do país de origem da matéria-prima, que deverá ser entregue via navios metaneiros na unidade de regaseificação do tipo Floating Storage Regasification Unit – FSRU a ser implantada no Terminal 2 do Porto do Açu, em São João da Barra, Rio de Janeiro.