RGE constrói nova fonte de alimentação e reforça rede elétrica no Sul

Rede alternativa com mais de 10 Km e 243 postes custou R$2,1 milhões e irá beneficiar diretamente 2.400 mil consumidores de Campina das Missões e São Paulo das Missões

A RGE está concluindo a entrega da segunda fonte de alimentação de energia elétrica para os municípios de Campina das Missões e São Paulo das Missões, na Região Noroeste do Rio Grande do Sul. A nova rede possui 10,8 km e está estruturada em 243 postes de concreto, erguidos às margens da RS-307. A distribuidora do Grupo CPFL está aplicando R$ 2,1 milhões para a concretização da obra, que irá beneficiar diretamente 2.400 clientes dos dois municípios.

A construção de uma nova fonte significa a criação de um novo caminho por onde a energia elétrica pode passar até chegar aos clientes. Em caso de desligamento de uma das fontes, seja emergencial ou para obras de manutenção programadas, o outro alimentador continuará abastecendo os clientes. O novo sistema de distribuição tem predominância de cabos protegidos, o que irá diminuir as possibilidades de interrupção no fornecimento de energia. Além dos postes e cabos que sustentam a rede, a concessionária também instalou quatro religadores automáticos e um regulador de tensão.

O religador é um equipamento operado à distância, através do Centro de Operações da companhia e que serve para restabelecer a energia num curto espaço de tempo quando a interrupção ocorre sem danos físicos na rede ou, ainda, para a realização de manobras de carga em caso de problemas na rede ou em desligamentos programados para obras. A distribuidora também instalou chaves para manobras, a fim de diminuir o tempo de interrupção quando houver, e para-raios. Ao todo, cerca de 50 funcionários, entre técnicos, eletricistas e engenheiros, atuam na execução das obras. A previsão é de que os trabalhos sejam totalmente concluídos até a metade de julho, quando o novo alimentador deverá entrar em operação interligando as cargas das subestações de Roque Gonzales e Santo Cristo.