Implantação da cadeia de sistemas de leilões é prorrogada para janeiro de 2020

Aneel aprovou valor adicional de R$ 2,9 milhões, que serão custeados pelos participantes dos certames

A Agência Nacional de Energia Elétrica estendeu por seis meses o prazo para a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica implantar a Cadeia de Sistemas para os leilões de energia no ambiente regulado. A Aneel também validou a utilização de R$ 1,6 milhão em recursos da Reserva de Contingência e aprovou o ressarcimento adicional à CCEE de R$ 2,9 milhões para a cobertura dos R$ 4,5 milhões calculados pela Câmara. O valor será rateado entre os agentes participantes dos certames de energia nova e existente.

Com o adiamento, a data de conclusão do projeto foi transferida para 31 de janeiro de 2020. O pedido de postergação foi feito pela CCEE, alegando que fatores não previstos nas estimativas orçamentárias iniciais exigiram o replanejamento das atividades, com necessidade de ampliação do prazo e dos custos envolvidos.