Senado analisa projeto que reforça energia renovável no Minha Casa, Minha Vida

Proposta prevê sistemas operacionais, padrões construtivos e tecnologias que reduzam impactos ambientais e tragam eficiência energética como diretriz também em obras de imóveis a serem usados por órgãos públicos

No intuito de debater a proposta que reforça o uso de equipamentos de energia elétrica a partir de fontes renováveis e padrões construtivos que reduzam impactos ambientais nos imóveis do Programa Minha Casa, Minha Vida, Comissão de Infraestrutura (CI) do Senado fará uma reunião na próxima terça-feira, 9 de julho, às 11h.

O projeto, que também tem como objetivo economizar recursos naturais em imóveis usados pelo poder público, é um substitutivo do senador Eduardo Braga (MDB-AM) ao PLS 253/2016, e de autoria do senador Telmário Mota (Pros-RR) e estabelece o uso de sistemas operacionais, padrões construtivos e aportes tecnológicos que objetivem a mitigação dos danos ambientais e a conservação e o uso racional de energia não só como diretriz do Minha Casa, Minha Vida, mas também nas contratações para construção, reformas e aluguéis de imóveis a serem usados por órgãos públicos.

As informações acima são da Agência Senado.