Manuel Ortiz assume a presidência da EDP Renováveis no Brasil

Renato Volponi deixa a empresa após 9 anos de trabalho

O executivo Manuel Ortiz assumiu a presidência da EDP Renováveis no Brasil, substituindo Renato Volponi, que deixa a empresa após 9 anos de trabalho. Durante a gestão de Renato Volponi, a EDP Renováveis conseguiu se consolidar como a quarta maior geradora de energia renovável no Brasil, ganhando visibilidade no mercado brasileiro. Em nota, a EDPR disse que o momento agora é de expandir sua atuação no mercado de energia eólica.

A EDP Renováveis o contará também com Filipe Domingues, que assume o cargo de Vice-Presidente da EDP Renováveis Brasil e Luis Barros que assume o cargo de gerente Regulatório e Operações.

“O Brasil é, atualmente, um mercado estratégico para a companhia. Contamos com 467 MW de capacidade instalada no país, pretendendo continuar a crescer e aproveitando o imenso potencial brasileiro para as energias renováveis. Tanto que, recentemente, anunciamos um acordo de PPA para venda de 126 MW de energia eólica local”, declarou Ortiz. “Por meio desse acordo de longo prazo reforçamos nossa presença em um mercado com baixo perfil de risco e fortes perspetivas para o setor a médio e longo-prazo”, completa.

Neste momento a EDPR conta com mais de 1 GW de projetos de energia eólica e solar em desenvolvimento, dos quais 0,2 GW têm início da operação previsto para 2021, 0,4 GW para 2022 e 0,5 GW até 2023, com todos os contratos de longo prazo assegurados.