CTG Brasil anuncia novo diretor de operações para 10 usinas

Com 30 anos de experiência no setor elétrico brasileiro, engenheiro Márcio José Peres assume a posição responsável pela operação de oito UHEs no rio Paranapanema e duas PCHs no Sapucaí-Mirim

A CTG Brasil confirmou que Márcio José Peres é o novo diretor de Operações e Manutenção das usinas localizadas nos rios Paranapanema e Sapucaí-Mirim. São 10 usinas, sendo oito hidrelétricas no rio Paranapanema e duas Pequenas Centrais Hidrelétricas no rio Sapucaí-Mirim.

Peres declarou ser uma satisfação fazer parte da equipe da CTG, empresa que segundo ele tem um planejamento de longo prazo no Brasil que inclui projetos de modernização para usinas ainda mais eficientes. “Estarei diretamente envolvido nesses projetos e fico feliz de fazer parte desse processo a partir de agora, com uma equipe comprometida em trazer ganhos para o setor elétrico brasileiro”, ressaltou.

Formado em engenharia elétrica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e com MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC, o executivo possui sólidos conhecimentos no desenvolvimento de projetos, construção e operação de hidrelétricas. Também possui formação em liderança e gestão de pessoas, com treinamentos da Florida Christian University, e da Fundação Dom Cabral, além de curso internacional pela INSEAD.

Com 30 anos de experiência no setor elétrico, Peres ocupava anteriormente a posição de diretor estatutário de subsidiárias integrais de Geração da Cemig. Na estatal mineira, exerceu diversos cargos de liderança e foi membro titular do conselho de administração das SPEs UHE Itaocara SA e Guanhães Energia SA, além de membro titular do conselho de administração da holding Cemig.

Para o vice-presidente de Geração e Comercialização da CTG Brasil, Evandro Vasconcelos, a chegada de Peres ao time de O&M vai permitir que a empresa avance com ainda mais agilidade os projetos que tem no país. “Pensando na área de atuação do Márcio, concluímos recentemente a modernização da Usina Capivara e temos planos de iniciar em breve a de Rosana”, assinalou, citando a experiência do profissional como trunfo para ajudar a tocar esse e outros projetos com sucesso.