BNDES: desembolsos para energia chegam a R$ 4,79 bilhões no 1º semestre

Área é responsável por 19,1% do total gasto. Aprovações somam R$ 3,22 bilhões

Dos R$ 25,1 bilhões que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social desembolsou de janeiro a junho de 2019, a área de energia ficou com R$ 4,79 bilhões. A área foi a que o banco mais teve desembolsos, sendo seguida pela de transporte rodoviário, para quem o banco desembolsou R$ 2,63 bilhões. Os desembolsos de energia foram responsáveis por 19,1% do total gasto pelo banco. Houve um aumento de 17% na comparação com o mesmo período de 2018. Nos últimos 12 meses, foram desembolsados R$ 16,5 bilhões. Os desembolsos para infraestrutura , onde energia está abrigada, somam R$ 11,4 bilhões.

As aprovações para projetos de energia ficaram em R$ 3,22 bilhões até junho. Houve um recuo de 49% em relação às aprovações para energia no primeiro semestre de 2018. Energia ficou com a fatia de 17,3% dos avais que o banco concedeu no semestre. Em infraestrutura, foram R$ 6,72 bilhões aprovados. Em 12 meses, as aprovações para energia somaram R$ 23 bilhões. Novamente energia liderou, com o transporte rodoviário, com R$ 2,9 bilhões em segundo.

De janeiro a junho, o BNDES atingiu um total de R$ 4,6 bilhões em consultas para energia, o que representa 18% do total. O valor é 46% menor que o de 2018. Infraestrutura teve R$ 8,2 bilhões em consultas. Nos últimos 12 meses, as consultas para energia chegaram a R$ 14,8 bilhões. Já as consultas para projetos de infraestrutura ficaram em R$ 25,6 bilhões.