Morre Steve Sawyer, fundador do GWEC

Executivo foi um grande defensor do meio ambiente e trabalhou anos no desenvolvimento da indústria eólica mundial

O fundador do Conselho Global de Energia Eólica (GWEC), Steve Sawyer, morreu nesta quarta-feira, 31 de julho, após uma curta e intensa luta contra o câncer. Ele deixou esposa Kelly Rigg e dois filhos, Layla e Sam.

Steve Swyer, 1956-2019

Sawyer esteve à frente do GWEC por 10 anos e nesse período trabalhou no desenvolvimento da indústria de energia eólica no mundo.  Nesse período, as instalações eólicas globais cresceram de 74 GW para 539 GW, colocando a fonte de geração como uma  mais importantes do mundo. Steve entrou na indústria eólica após uma carreira de ativismo no Greenpeace Internacional.

Recentemente, Steve havia decidido reduzir suas viagens, deixou  o cargo de Secretário Geral da GWEC e tornou-se conselheiro sênior de políticas da organização. Em nota, o GWEC destacou a significante contribuição de Steve para o desenvolvimento da indústria eólica em países como Índia, China, Brasil e África do Sul.

“Steve tem sido uma fonte constante de inspiração e apoio para mim na última década. Mais do que qualquer outra pessoa que conheço, ele nunca deixou a indústria eólica esquecer a luta para impedir a mudança climática perigosa e por que o que estamos fazendo coletivamente é tão importante. Ele viajou e trabalhou constantemente, mas ele sempre teve tempo para conversar, e ele era um amigo leal e solidário. Sentiremos muito a falta dele”, disse Ben Backwell, CEO da GWEC.

Também em nota, a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) manifestou o seu pesar. “Steve era um ser humano incrível e era sempre um enorme prazer e um grande aprendizado estar a seu lado e testemunhar como ele lutava incansavelmente para que todos nós pudéssemos ter um planeta melhor”, disse Elbia Gannoum, presidente da associação.

Ela continua: “Para mim ele era, e seguirá sendo, uma grande inspiração. Sua determinação em defender a eólica era contagiante e os contatos que tive com ele sempre me reanimavam, me davam ainda mais vontade de trabalhar pela eólica. O falecimento dele é uma triste notícia para todos, especialmente para a indústria da energia eólica e para todos que lutam pelo planeta. E se aprendemos algo com Steve, e eu aprendi muito, então sabemos que essa tristeza precisa ser convertida em ação e que precisamos seguir lutando, porque a responsabilidade de termos um planeta mais sustentável é inteiramente nossa e depende de todos. Essa é uma das grandes lições que guardo comigo da convivência com Steve”.

Morten Dyrholm, Chairman do GWEC e vice-presidente sênior da fabricante Vestas, disse: “Steve tinha uma paixão pelo vento como ninguém que eu conheço na vida e tem sido fundamental em nossos esforços para globalizar a indústria e trazer o vento para o centro do debate sobre energia global. Esse legado deve nos inspirar a lutar ainda mais e com ainda mais determinação para realizar um sistema de energia 100% renovável. Steve tem sido um bom amigo e uma grande fonte de inspiração para mim por quase 13 anos, e vou sentir muita falta dele.”