Petrobras avalia participar do leilão A-6

Estatal poderia atuar como fornecedora ou como geradora de usinas. Desinvestimento em UTEs deve começar ano que vem

A Petrobras estuda participar do próximo leilão A-6, que será realizado em outubro deste ano. De acordo com a Diretora Executiva de Refino e Gás Natural da Petrobras, Anelise Lara, a participação da estatal de petróleo e gás pode ser tanto quanto como fornecedora de gás natural quanto como geradora, através de parcerias. “Olhamos sim”, afirmou.

A diretora, que participou da abertura do Seminário de Gás Natural do Instituto Brasileiro de Gás e Biocombustíveis, realizado nesta quarta-feira, 14 de agosto, disse ainda que a estatal, que possui um parque térmico de 26 usinas, pretende vender 15 desses empreendimentos. Segundo ela, os ativos que restariam são os que farão sentido para a empresa. “A venda deve acontecer a partir do ano que vem”, avisa.

Recentemente, a Petrobras revelou a um banco de investimento que vai agrupar suas térmicas em uma subsidiária. Ela opera cerca de 6.000 MW e é um dos maiores geradores da modalidade.