Debêntures da UHE Tibagi recebe nota AAA da Fitch

Projeto tem data de operação comercial prevista para outubro deste ano

A primeira emissão de debêntures da Tibagi Energia, sociedade que controla a hidrelétrica Tibagi, no montante de R$ 210 milhões e vencimento em julho de 2035, foi bem avaliada pela agência de classificação de risco Fitch, que atribuiu rating nacional de longo prazo ‘AAA(bra)’, com perspectiva estável.

“As condições finais de colocação da emissão ficaram em linha com o esperado pela Fitch quando atribuiu o rating à proposta de emissão. A taxa de juros final, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA mais 5,3231% ficou 14bps acima do esperado, gerando apenas um impacto ínfimo sobre as métricas de cobertura”, afirmou a agência em boletim divulgado na última quinta-feira, 5 de setembro.

Segundo a Ficht, o empreendimento tem risco de completion mitigado por fiança bancária, tem contratos de venda de energia de longo prazos a preços fixos no ambiente regulado. A UHE Tibagi também participa do Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) e aderiu a repactuação do risco hidrológico no produto SP 100.

A estrutura da dívida é considerada padrão, sem exposição a descasamento de taxas de juros entre a correção das receitas e a emissão de debêntures, e prevê uma conta reserva de seis meses. Além disso, haverá um covenant de limitação de distribuição de dividendos, e não será permitido endividamento adicional. O Índice de Cobertura do Serviço da Dívida (Debt Service Coverage Ratio – DSCR) médio de 1,41 vez no Cenário de Rating da Fitch, após o completion financeiro do projeto, é compatível com o rating ‘AAA(bra)’ de projetos de energia renovável.

A UHE Tibagi é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) criada para construir e operar a usina hidrelétrica de Tibagi Montante, localizada no rio Tibagi, no estado do Paraná. Os direitos para desenvolver o projeto foram adquiridos em 2015, por um período de 35 anos (até 2050). O projeto consiste em uma usina hidrelétrica à beira do rio, que compreende três unidades geradoras, que somam a capacidade instalada nominal total de 36 MW e energia assegurada/garantia física de 21 MW. A UHE Tibagi vendeu 90,5% da garantia física no leilão de energia A-5 de 2015.

O projeto ainda está em fase de construção e, em julho deste ano, estava 95,4% concluído. A data de entrada em operação comercial está prevista para outubro de 2019, e o período de suprimento dos PPAs tem início em janeiro de 2020. Qualquer atraso potencial ou risco de ramp-up será totalmente mitigado por uma garantia financeira a ser emitida pelo Santander Brasil.