Distribuidoras da Neoenergia oferecem 50% de desconto na compra de painéis solares

Coelba, Elektro e Celpe anunciaram abertura das inscrições para o projeto Bônus Solar, que pretende atender a 2.632 clientes residenciais baianos, paulistas e pernambucanos interessados em gerar parte da própria energia consumida

A Coelba, Elektro e a Celpe, distribuidoras da Neoenergia, estão oferecendo 50% de desconto para consumidores interessados em adquirir sistemas fotovoltaicos para gerar parte da própria energia que consomem. A oferta, que integra o Projeto Bônus Solar, foi lançada nesta segunda-feira, 16 de setembro, numa iniciativa viabilizada por meio do Programa de Eficiência Energética (PEE), regulado pela Aneel, e que atenderá, até 2020, 700 clientes residenciais baianos, 1.432 paulistas e 500 pernambucanos. A Cosern também contará com a iniciativa, o que deve acontecer até o final do ano.

As inscrições para ter acesso ao abatimento na compra serão realizadas através das páginas das concessionárias na internet, que por sua vez serão disponibilizadas em lotes. O primeiro foi aberto nessa segunda-feira, com 150 sistemas disponíveis para clientes da Coelba e da Celpe, e 200 para a Elektro. As datas dos demais lotes serão disponibilizadas posteriormente pelas empresas.

Dentre outros critérios, para se inscrever é preciso estar adimplente com a concessionária e ter um consumo médio mensal mínimo de 350 kWh nos últimos 12 meses. Para saber se possui esse consumo, o cliente deve consultar o histórico na sua última fatura de energia e o site dispõe de uma calculadora para auxiliá-lo. Todas as solicitações irão passar por uma análise de cadastro, avaliação técnica e, somente após vistoria técnica, serão encaminhadas para a fase de contrato e instalação dos equipamentos.

Os municípios baianos contemplados pelo projeto são: Camaçari, Candeias, Dias D’Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Mata de São João, Pojuca, Praia do Forte, Salvador, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Simões Filho e Vera Cruz.

Já as cidades paulistas em que a iniciativa irá chegar são Atibaia, Bom Jesus dos Perdões e Nazaré Paulista. Em Pernambuco, a execução do projeto chegará a Jaboatão dos Guararapes, Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Igarassu, Ipojuca, Moreno, Olinda, Paulista, Recife e São Lourenço da Mata.

Na prática, o cliente de geração distribuída tem o sistema conectado à rede elétrica das companhias. A energia gerada é consumida diretamente na unidade consumidora e o excedente é injetado na rede de distribuição da concessionária e, consequentemente, convertido em créditos que serão compensados nas faturas subsequentes. Tanto a energia injetada como a consumida pelo cliente serão contabilizadas por um medidor bidirecional instalado pela empresa.