CEB D recebe R$ 2 milhões à vista e parcela R$ 17 mi de inadimplentes

Programa de recuperação de créditos foi lançado pela distribuidora em agosto

A CEB Distribuição conseguiu recuperar R$2 milhões à vista e negociou o parcelamento de R$ 17 milhões de débitos em atraso de consumidores, em 21 dias desde o lançamento do Programa de Recuperação de Créditos. O valor recuperado está bem abaixo da meta da empresa. O programa Recupera foi anunciado em 29 de agosto pela distribuidora do Distrito Federal e é destinado à renegociação de dívidas de clientes inadimplentes, que somam em torno de R$ 264 milhões em valores não corrigidos. As negociações de contas vencidas até 31 de dezembro de 2018 poderão ser feitas até o dia 30 de setembro.

A companhia calcula que existem cerca de 240 mil consumidores com contas atrasadas. O saldo devedor poderá ser pago à vista ou parcelado em até 60 vezes, com 20% de entrada e o restante dividido em parcelas iguais. Os clientes que pagarem em até cinco prestações não terão acréscimo de juros. Para o parcelamento em até 12 vezes, o custo do financiamento será de 0,5% ao mês; até 24 vezes, de 0,68%; até 36 vezes, de 0,99%; e até 60 vezes, de 1,50% ao mês. Também será aceito o parcelamento sem entrada, ou com entrada inferior a 20%, mas, neste caso, o devedor terá de apresentar um avalista.

O universo de clientes que o programa Recupera pretende alcançar corresponde a cerca de 25% do total de consumidores da CEB D, sendo que 80% deles são clientes residenciais. O valor a ser renegociado corresponde a algo próximo de um terço dos créditos que a distribuidora tem a receber em razão da inadimplência. O valor total é de mais de R$ 600 milhões, dos quais mais de R$ 200 milhões são débitos da Universidade de Brasília e o restante de consumidores e de órgãos do governo do Distrito Federal.