Eletronorte pagou em oito meses R$ 120,5 mi em compensação por hidrelétricas

A maior parte desse valor foi destinada a 14 municípios amazônicos com áreas alagadas pelos empreendimentos

A Eletronorte desembolsou, de janeiro a agosto desse ano, R$ 120,5 milhões em compensação financeira pela exploração dos recursos hídricos (CFURH). O valor corresponde a uma geração hidráulica de 22,2 milhões de MWh, produzida pelas hidrelétricas Tucuruí (PA), Coaracy Nunes (AP), Samuel (RO) e Curuá-Una (PA). Parte desses recursos foi destinada aos 14 municípios da região amazônica que tem áreas alagadas pelos empreendimentos e recebem valores proporcionais à área afetada.

A CFURH é cobrada de todos os empreendimentos hidrelétricos e calculada mensalmente, com base na quantidade de energia gerada por cada usina.Os valores são repassados à Agência Nacional de Energia Elétrica e, de lá, distribuídos entre União (10%), estados(25%) e municípios do entorno das hidrelétricas (65%). Em muitas dessas cidades, a compensação é a principal fonte de arrecadação das prefeituras.