Memória da Eletricidade terá gestão da informação e do conhecimento

Nova estratégia da instituição é centrada na tecnologia e atende a nova demanda da comunicação digital

Fundado em 1986 sob a pretensão de preservar a história do setor elétrico brasileiro, o Centro da Memória da Eletricidade no Brasil busca agora efetivar uma nova estratégia de atuação, que inclui em seu portfólio serviços de gestão da informação e do conhecimento, expandindo sua ação para além do setor de energia. O presidente da entidade, Augusto Rodrigues, afirmou que o crescimento da instituição atende às demandas de um novo mercado onde a comunicação é predominante digital, com a atualização e a gestão do conhecimento como grandes ferramentas de transformação.

“Não se trata mais apenas de gerir memórias, mas também de desenvolver estrategicamente os fluxos de informação das empresas e cuidar do verdadeiro patrimônio, o conhecimento”, resume o presidente da Memória da Eletricidade, Augusto Rodrigues. Para alcançar esse novo patamar, o Centro aposta na tecnologia para desenvolver soluções que entreguem experiências cada vez mais imersivas e educativas, além de conteúdos segmentados voltados para a atualização de diferentes públicos. “Cada público possui uma linguagem. Acreditamos que fomentar o acesso à informação é estratégico para o desenvolvimento de todos os setores e a tecnologia está aqui para transformar esses conteúdos e narrativas em ferramentas estratégicas”, enfatiza o executivo.

Com esses novos objetivos, o Centro está reformulando seu site corporativo e elaborando um sistema de gestão de acervos próprio, o que facilitará o acesso e ajudará a fomentar a autonomia de pesquisa do usuário. Além disso, a instituição também anuncia o início de uma série de novidades, como o Preserva.ME, que ganhará sua primeira versão totalmente digital ainda em outubro, por meio de uma chamada ao vivo no Facebook. Sob o tema “O Arquivista na Era Digital”, o evento continuará a conversa que começou na edição realizada em setembro, no Museu de Arte do Rio.

Outro destaque é a coleção Personalidades do Setor, que reunirá quatro publicações, em formato de e-books, com entrevistas de grandes líderes do setor elétrico brasileiro ao programa de história oral da Memória da Eletricidade. O primeiro título da série será “Lucas Lopes: memórias do desenvolvimento”. As publicações terão distribuição gratuita. Já o chamado Para ficar na Memória é a nova série de indicações semanais de livros da biblioteca do Centro, contanto também com dicas de publicações sobre memória, história, preservação de acervos e transformação digital.