Chesf aumenta vazão de Xingó para 1.280 m³/s

Decisão do ONS em consonância com a ANA visa atender às necessidades eletro-energéticas de outubro e novembro, período em que se registra menor geração eólica no Nordeste

A Chesf iniciou a operação de elevação da vazão do Reservatório de Xingó (SE), no Rio São Francisco, num movimento determinado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e com concordância da Agência Nacional de Águas (ANA). A medida acontece desde o último dia 22 de outubro e objetiva atender às necessidades eletro-energéticas dos meses de outubro e novembro, período em que se registra menor geração de energia eólica na Região Nordeste.

A vazão de Xingó passou do patamar médio diário, em dias úteis, de 950 m³/s para 1.280m³/s. Na prática, o volume será liberado da seguinte forma: 1.600m³/s, das 10h às 18h, horário de maior demanda de energia; e, no restante do dia, 1.120m³/s. Nos finais de semana e feriados, a defluência ficará em torno dos 850m³/s.

A bacia hidrográfica do São Francisco inicia seu período úmido neste mês de novembro e, atualmente, os reservatórios da Chesf no Rio estão com o volume útil de 32,25%, em Sobradinho (BA) e 42%, em Itaparica (PE).