Temporais deixam mais de 260 mil pontos sem energia no Rio Grande do Sul

Equipes da CEEE e RGE trabalham em diversas regiões do estado para restabelecer o fornecimento e seguem de prontidão pois as tempestades persistem

Chuvas e ventos potentes castigam grande parte do Rio Grande do Sul desde a madruga desta terça-feira, 29 de outubro, provocando danos na área de concessão da CEEE e da RGE, que registraram mais de 260 mil pontos sem luz em diversas regiões no estado, com maior intensidade na Campanha e no Sul. De acordo com o boletim emitido pela CEEE às 15:30 horas, foram contabilizados 120 mil unidades sem luz na área da concessionária.

Pela manhã, 48 mil consumidores ficaram sem eletricidade na região da Campanha, principalmente em Dom Pedrito e Bagé, e no Sul, próximo a Pelotas, onde foi aferido 42 mil. Na Metropolitana, 35 mil pontos sem energia, principalmente em Guaíba, Porto Alegre e Viamão. No Centro-Sul, próximo a Camaquã, foram 11 mil clientes, enquanto que no Litoral Norte e Sul do estado foram registrados 10 mil pontos sem luz.

Em Dom Pedrito, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou ventos de 125,6 km/h entre 6h e 7h da manhã, principal fator que determina a queda de centenas de árvores e postes que interferem a rede, ainda não contabilizados pela concessionária. Por volta do meio dia, o temporal seguia e foi identificado um aumento para 150 mil unidades sem energia. À tarde, mesmo com as equipes da companhia trabalhando na recomposição do sistema, 57 mil clientes estavam sem luz em Porto Alegre, Viamão e Alvorada, e 34 mil em Dom Pedrito e Bagé. No Litoral, o número de unidades sem fornecimento dobrou, chegando a 20 mil.

Em Dom Pedrito foram registrados ventos de 125,6 km/h entre 6h e 7h da manhã (foto: CEEE)

Já na área da RGE, os fortes ventos acompanhados de chuva e raios atingiram parte da Fronteira Oeste logo pela manhã e avançaram pela Região Central, vales do Rio Pardo, Taquari, Caí, dos Sinos e Região Metropolitana entre o final da manhã e o início da tarde. Até o fechamento deste texto, a distribuidora da CPFL Energia afirmou em nota que as equipes atuam para recompor a rede elétrica e restabelecer a eletricidade a 109 mil clientes com o fornecimento interrompido. As equipes permanecem em estado de alerta e com contingente máximo, em função da previsão de temporais e da chuva que persiste.