Térmica de 126,2 MW no Norte é aprovada como projeto prioritário

Conclusão da UTE Jaguatirica II é para junho de 2021. MME também enquadra usina solar de 27 MW na Bahia

O Ministério de Minas e Energia deu provimento a solicitação da empresa Azulão Geração de Energia, controlada pela Eneva, com relação ao projeto da central termelétrica Jaguatirica II, enquadrando-o como prioritário para o governo. A usina terá 126,2 MW de potência, sendo composta por duas unidades geradoras, sistema de transmissão de interesse restrito e infraestrutura para suprimento de gás natural, no caso o insumo propulsor da UTE, que será construída nos estados do Amazonas e em Roraima, com data de conclusão prevista para junho de 2021.

Com esse tipo de declaração do MME, empresas podem realizar a emissão de debêntures de infraestrutura para financiar os investimentos, as quais apresentam também vantagens fiscais aos investidores. Nos mesmos moldes, a pasta também atendeu ao pedido da Atlas Energia Renovável do Brasil e aprovou o projeto da central fotovoltaica São Pedro II como prioritário. A usina, que se encontra em operação comercial desde novembro de 2018 na Bahia, possui 27 MW de capacidade instalada, sendo constituída por 22 módulos para geração a partir da irradiação do sol.