Chesf assume controle de transmissora no Nordeste

Estatal pagou pR$ 34 milhões por 27,69% de participação detida pelo sócio Future ATP Serviços de Engenharia Consultiva

A Chesf, subsidiária da Eletrobras, assumiu o controle da Transmissora Delmiro Gouveia, após pagar R$ 34 milhões por 27,69% de participação detida pelo sócio Future ATP Serviços de Engenharia Consultiva, segundo comunicado ao mercado divulgado na quinta-feira, 31 de outubro. Com isso, a Chesf passa a ser controladora integral da TDG.

A TDG foi uma sociedade criada em 12 de janeiro de 2010 para construir, operar e manter as instalações de transmissão compostas pela linha em 230 kV, de 36 km, entre as subestações São Luís II e São Luís III, no estado do Maranhão, pela subestação Pecém II e Aquiraz II, localizadas no Ceará.

São também de responsabilidade da TDG trechos de linha de transmissão em 500KV compreendidos entre o ponto de seccionamento da LT Sobral III/Fortaleza II C1 e C2 e a subestação de Pecém II, e dos trechos de linha de transmissão em 230 kV compreendidos entre o ponto de seccionamento da LT Banabuiú/Fortaleza e a subestação de Aquiraz.

A Chesf informou ainda que será feita a capitalização de adiantamentos, no valor histórico de R$ 101 milhões, para futuro aumento de capital na TDG. “Informamos ainda que estão em andamento as providências de obtenção das anuências necessárias para a incorporação da TDG pela Chesf, em especial junto ao Ministério da Economia, Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).”