MME enquadra PCH da Copel como projeto prioritário

Usina Bela Vista terá 29 MW com obra indo até 2021; MME também enquadra ampliação da PCH Poço Fundo (MG) e projeto de transmissão do Lote 2 do Leilão nº 02/2018 da Aneel

A Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia deliberou a construção da pequena central hidrelétrica Bela Vista como projeto prioritário, envolvendo 29 MW de capacidade instalada por meio de duas turbinas a serem implementadas no Paraná, com as obras indo até novembro de 2021, segundo o cronograma de execução do empreendimento, de posse da Copel.

Outra iniciativa também enquadrada como prioritária para o MME é a ampliação da PCH Poço Fundo, da Cemig, que consiste na expansão de 20,8 MW de potência, através do acréscimo de duas turbinas de 15 MW e a desativação de três unidades geradoras existentes, que hoje somam cerca de 9,1 MW. O projeto deve ser finalizado em julho de 2022.

Já a SPE Transmissora Lagos, controlada pela Zopone Engenharia e Comércio Ltda, recebeu o parecer positivo da pasta para implantação de instalações de transmissão de energia elétrica, relativo ao Lote 2 do Leilão nº 02/2018 da Aneel, compreendendo o segundo circuito da Linha de Transmissão Lagos – Macaé, em 345 kV, a construção da Subestação Lagos e término na Subestação Macaé, além de obras de conexão e integração de equipamentos a nova rede. O projeto acontece no Rio de Janeiro e tem previsão para conclusão em março de 2022.