Celesc reforça sistema elétrico de Florianópolis com nova subestação

Empreendimento de 40 MVA visa garantir crescimento da capital catarinense pelos próximos 10 anos; Investimentos em Alta Tensão chegam a R$ 60 milhões em obras até 2022

A Celesc inaugurou uma nova subestação no bairro Capoeiras, em Florianópolis na última sexta-feira (8), numa estrutura de 40MVA de potência instalada para garantir o crescimento da região continental da capital catarinense nos próximos dez anos, especialmente dos bairros de Capoeiras, Estreito, Coqueiros, Itaguaçu, Bom Abrigo e Abraão, com reflexos também nos bairros limítrofes do município de São José, antes atendidos pelas SEs Coqueiros e Roçado.

O novo empreendimento contou com um aporte de aproximadamente R$ 9,4 milhões para sua execução, valor que também contempla a construção da Linha de Transmissão entre ela e o seu ponto de conexão no sistema elétrico existente, na Via Expressa. “A SE Florianópolis Capoeiras é mais uma obra que confirma o compromisso da Celesc com o desenvolvimento e com a qualidade de vida de quem mora, trabalha e investe em Florianópolis e na região metropolitana”, comentou o presidente da Empresa, Cleicio Poleto Martins.

Segundo Sandro Ricardo Levandoski, diretor de Distribuição, a subestação vai operar com 50% da sua capacidade total de transformação num primeiro momento, para ao longo de 2020 agregar novos alimentadores e trabalhar à plena carga, em benefício de toda a região na sua área de abrangência. Ainda com o intuito de garantir o abastecimento do mercado futuro, a obra também foi projetada com espaço suficiente para abrigar novos transformadores de potência, dobrando a capacidade instalada.

Investimentos na rede de Alta Tensão chegará a R$ 60 milhões

A iniciativa faz parte de um grande pacote de obras de alta tensão projetado para atender a região da grande Florianópolis, que incluem a instalação de novas SEs em São José, Palhoça, Santo Amaro e Governador Celso Ramos. Renato Rolim, gerente do Núcleo Grande Capital conta que os empreendimentos integram o Programa Quinquenal de Obras da Celesc e deverão estar implantados até 2022, sendo que a nova subestação do município de São José, localizada no bairro Real Parque, deverá ser energizada até dezembro deste ano. “Para essas obras, a Celesc prevê investimentos de R$ 60 milhões, incluindo as Linhas de Distribuição necessárias para conectar as novas subestações ao sistema elétrico existente”, informa.

Outro empreendimento de grande importância para a região metropolitana da Grande Florianópolis, que também está em vias de finalização, e foi anunciada pelo Diretor Sandro Levandoski, é a nova Linha de Transmissão entre as subestações Biguaçu (do sistema Eletrosul) e Tijucas (do sistema Celesc). Quando energizada, permitirá o alívio de carga da Linha pertencente ao sistema Eletrosul que hoje abastece as subestações de Tijucas e Camboriú Morro do Boi, pertencentes à Celesc. A Linha, de 26,5km, passa pelos municípios de Biguaçu, Canelinha e Tijucas, e representa investimento de R$ 21 milhões. “Trata-se de uma obra de grande vulto, que está sendo realizada há um ano e quatro meses, envolvendo cinco empresas e 130 profissionais”, contou Levandoski. A nova LT deve ser energizada até dezembro.