Aneel define preço para repasse da CCC à Cigás

Distribuidora amazonense tem direito a ressarcimento por investimentos para abastecer térmicas a gás

A Agência Nacional de Energia Elétrica estabeleceu o preço regulatório de R$ 1,523 por milhão de BTU (a preços de outubro de 2018) a ser aplicado à Parcela Ramais Termelétricos do Gás Natural de Manaus entre julho de 2019 e maio de 2025, para fins de reembolso da Conta de Consumo de Combustíveis. O valor a ser calculado com base nesse preço será repassado à Companhia de Gás do Amazonas para o ressarcimento de investimentos realizados na implantação dos ramais de distribuição do gás de Urucu para usinas termelétricas da capital amazonense. O investimento auditado é de R$ 134,5 milhões, em valores não atualizados.

O contrato de compra e venda do gás de Urucu foi assinado entre a Manaus Energia, a Cigas e a Petrobras em junho de 2006. A Petrobras é responsável pela produção e transporte do gás e a empresa amazonense pela distribuição. No caso da Cigás, seriam necessários investimentos nos ramais para a entrega do gás das UTEs Ponta Negra, Tambaqui, Jaraqui, Cristiano Rocha e Manauara.