Árvore Solar brasileira vence prêmio de inovação na Ásia

JEC Awards Innovation reconheceu produção reciclável de startup carioca que pode recarregar celulares e patinetes, além de prover internet sem fio

A Árvore Solar Sustentável desenvolvida no Rio de Janeiro pela startup Fly to the Sun foi selecionada como um dos 450 melhores projetos colaborativos sustentáveis no mundo pelo prêmio asiático de inovação JEC Awards Innovation 2019. Capaz de gerar iluminação para espaços urbanos, a  chamada Smart Station também provê energia para recarregar celulares, patinetes, bicicletas, além de rotear Wifi, estando apta também a interagir com o público por meio de um aplicativo. O projeto recebeu o prêmio em uma cerimônia na Coreia do Sul, no dia 14 de novembro.

Como primeiro produto da linha Smart, a árvore é a materialização das propostas de unir a tecnologia e a preservação ao meio-ambiente, priorizando a utilização de matéria-prima retornável, como filmes fotovoltaicos orgânicos e resinas recicláveis de última geração. A iniciativa é fruto do trabalho em equipe de Daniel Plitz, Yago Santos, Elson Teófilo, Joana Recalde, coordenados pela Designer Doutora em Ergonomia /Engenharia Produção CNAM Paris Coppe e a professora Venétia Santos. Além de Smart Station, a equipe já criou bolsas, coberturas para praia, aeroportos e meeting points de shopping; além de sapatos solares, recicláveis e compostáveis, todos decorrentes das pesquisas nacionais e parcerias internacionais.

Nascida há um ano com foco em desenvolver produtos sustentáveis e adaptados para cidades inteligentes, a startup Fly to the Sun é comandada pela Professora Venétia, que acredita na utilização das novas tecnologias para melhor aproveitamento dos recursos naturais, enfatizando o objetivo de buscar gerar o mínimo de impactos negativos no meio ambiente. “Os produtos pertencem a uma nova geração de objetos compostáveis, recicláveis e inteligentes” afirma.