Custo da energia solar será 60% menor até 2050, diz estudo

Capacidade global da fonte aumentará em 30 vezes no período, de acordo com a Statkraft

O custo da tecnologia fotovoltaica será 60% menor e a capacidade global da fonte aumentará em 30 vezes até 2050,  aponta relatório da Statkraft Baixas Emissões – Cenário 2019. Anualmente, a Statkraft desenvolve um relatório com o cenário de baixas emissões e análise do desenvolvimento do mercado global de energia, com o objetivo de aprofundar a compreensão das tendências do mercado.

Segundo o documento, a eletricidade mundial se tornará 80% renovável durante o mesmo período. Em 2035, a energia solar atenderá quase 40% da demanda global de eletricidade e a energia eólica, 30%. Por outro lado, o gás natural se tornará a maior fonte de emissões de gases de efeito estufa. Em 2050, as emissões serão cerca de 44% menores do que as atuais. O relatório prevê que quase todos os carros privados vendidos serão elétricos ou movidos a hidrogênio em 2050.

De acordo com o CEO da Statkraft no Brasil, Fernando De Lapuerta, o relatório reflete a importância e a preocupação que a companhia tem com o planeta.“O mundo deve reduzir rapidamente as emissões para cumprir as metas climáticas. O relatório nos mostra o caminho a seguir. Invariavelmente as energias renováveis continuarão a penetrar no mercado à medida que se tornarão mais baratas e serão a melhor opção em termos econômicos e, logicamente, ambientais”. Clique aqui para ler a íntegra do relatório.