Consumo nas concessões da Energisa sobe 2,7% em outubro

No acumulado do ano a expansão é de 4% na comparação com o período de janeiro a outubro de 2018

O volume de energia consumido no mercado consolidado cativo e livre da Energisa somou 3.147,1 GWh no mês de outubro, informou a empresa em seu comunicado mensal. Esse montante representa crescimento de 2,7% em relação ao mesmo mês do ano anterior. De acordo com a empresa, considerando o fornecimento não faturado, o volume registrado foi de 3.246,3 GWh, aumento de 2,8% na mesma base de comparação. Das 11 distribuidoras do grupo houve quedas no Acre, Rondônia, Sergipe e Energisa Borborema.
As classes residencial, rural e comercial foram as principais responsáveis pelo desempenho no mês. Na primeira, a expansão foi de 5,2% (58,1 GWh) com destaques para as concessionárias ESS (18,1%), EMS (11,2%), EMT (6,2%), sendo todas influenciadas pelas elevadas temperaturas acima da média.
Por sua vez, a classe rural registrou crescimento de 6,8% (20,4 GWh), com destaque na EMT (8%) e EMS (15,5%), favorecidas pela pecuária de corte e produção de grãos. Na ESS (27,1%) o índice reflete a atividade no segmento de frutas.

A classe comercial obteve incremento de 3,1%, impulsionada pelas temperaturas acima da máxima histórica. A Energisa apontou como destaque as regiões Centro-Oeste e Sul-Sudeste, que registraram aumento de 6% e 7,5%, respectivamente, ambas também estimuladas pelas altas temperaturas e agronegócio. Por outro lado, as regiões Nordeste e Norte apresentaram queda de 2,5% e 2,4%, ambas impactadas pelas intensas chuvas que ocorreram no período, temperaturas mais amenas e desempenho mais fraco dos segmentos industriais locais.

Com esses números a empresa consolida no ano um consumo de energia de 29.873,6 GWh somando os mercados cativo e livre. Esse volume representa um aumento de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já considerando o fornecimento não faturado, o volume registrado foi de 29.983,5 GWh, aumento de 4,4% na mesma base de comparação.

O mercado livre (TUSD) apresentou crescimento de 5,8% no consumo. Já o consumo no mercado cativo avançou 3,7% nos primeiros dez meses de 2019. Destaque para os aumentos de consumo de energia no mercado cativo e livre nas distribuidoras EMT (6,7%), EMS (5,8%), ESS (4,6%), EPB (2,6%), ETO (4,3%), ERO (2,4%) e EAC +4,3%). De todas as 11 distribuidoras do grupo, apenas em Sergipe é que a companhia registra retração no consumo consolidado, um volume 2,3% menor do que em 2018.