EDP investe R$ 28 mi e passa a ter 1/4 do capital da Celesc

Companhia portuguesa comprou 691.700 ações preferencias pelo preço médio de R$ 41,15 cada

A elétrica EDP Brasil, subsidiária da multinacional portuguesa EDP, anunciou nesta terça-feira, 2 de dezembro, que comprou novas ações da Celesc, distribuidora e geradora de energia de Santa Catarina, passando a deter 25,35% do capital social da empresa catarinense.

Segundo o comunicado, a EDP comprou 691.700 ações preferencias ao preço médio de R$ 41,15 cada, o que representa um investimento superior a R$ 28,4 milhões. A EDP passa a deter 4.637.520 ações preferenciais, acrescidas a 5.140.868 ações ordinárias, totalizando 9.778.388 ações.

“O aumento da participação acionária enquadra-se no objetivo estratégico de reforço da parceria com a Celesc e da presença no Estado de Santa Catarina”, diz o documento assinado por Miguel Setas presidente e de diretor de Relações com Investidores da EDP.

Aos poucos, a EDP se tornou o maior acionista da estatal Celesc, ao lado do Estado de Santa Catariana (20,20%), da Eletrobras (10,75%), da Geração L.Par Fundo de Investimento (10,01%), da Alska Poland FIA (8,61%), da Fundação Celesc de Seguridade Social (4,07%) e outros (22,80%).

Na primeira operação, em março de 2018, a EDP desembolsou R$ 244 milhões por 14,5% do capital da Celesc. Em novembro do mesmo ano, a empresa voltou a aumentar sua participação e investiu mais R$ 63,6 milhões em ações, subindo para 23,56%. Considerando apenas os investimentos em compra de ações, a EDP já desembolsou R$ 336 milhões em valores nominais.