Governo eleva garantia física da UHE Jupiá, da CTG Brasil

GF passou de 886 MW médios para 904,3 MW médios, aumento de 18,3 MW médios

O Ministério de Minas e Energia (MME) revisou para cima a garantia física (GF) de três hidrelétricas, segundo portaria nº 352/19 publicada no Diário Oficial desta terça-feira, 10 de dezembro. A GF funciona como um certificado que limita o montante máximo de energia que pode ser comercializado por uma usina.

No caso da hidrelétrica de Jupiá, a GF passou de 886 MW médios para 904,3 MW médios, aumento de 18,3 MW médios. A usina tem 1.551,2 MW de capacidade instalada e passa por um processo de modernização desde que a chinesa CTG Brasil assumiu o controle do empreendimento.

Segundo o MME, o acréscimo de garantia física de energia de Jupiá, que fica no rio Paraná, só terá validade após a realização de ensaios que comprovem a efetiva modernização da usina.

O governo também elevou a GF da UHE São Manuel de 424,5 MW médios para 430,4 MW médios. A usina que fica no rio Teles Pires e tem 735,84 MW de capacidade instalada.

A UHE Corumbá IV (127,2 MW) teve um leve acréscimo de GF de 0,1 MW médios, para 75,3 MW médios. A usina é operada pela Corumbá Concessões S.A, em Goiás.