Aumento de capital da Eletrobras alcança R$ 7,7 bilhões

Montante corresponde a 77,6% do montante estabelecido pela estatal e, portanto, passível de homologação em AGE da empresa

No encerrar de 2019 a Eletrobras informou do encerramento do prazo para integralização das ações subscritas pelos acionistas no âmbito do aumento de capital aprovado em Assembleia Geral Extraordinária da Companhia em 14 de novembro. O resultado desse aumento de capital foi a subscrição privada e integralizadas de 201.792.299 ações ordinárias, pelo preço unitário de R$ 35,72 e 14.504.511 ações preferenciais classe “B”, pelo preço unitário de R$ 37,50.
Segundo fato relevante publicado pela companhia na noite do dia 30 de dezembro, esse montante corresponde a 77,61% do Aumento de Capital, o que totaliza R$ 7.751.940.082,78. Dessa forma, acrescentou, foi alcançado o montante mínimo a ser subscrito, e assim , possível de homologar o resultado da medida.
Com isso, o capital social da estatal elétrica passará a ser de R$ 39.057.271.546,52, dividido em 1.288.842.596 ações ordinárias, 146.920 ações preferenciais classe “A” e 279.941.394 ações preferenciais classe “B”. Seguindo as regras desse aumento, o conselho de administração da companhia ainda deverá condicionar o resultado a uma AGE para a homologação desse resultado e reformar o artigo 7o do Estatuto Social.