Preço da energia reduz 27% com melhora das afluências

Recuperação dos reservatórios e redução da carga do SIN também contribuíram para queda no PLD

O Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) para o período de 11 a 17 de janeiro baixou 27%, em média, em relação à semana passada, saindo de R$ 368,51/MWh para R$ 268,32/MWh, para todos os submercados. Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), a queda no preço aconteceu devido a melhora nas expectativas de afluências para as próximas semanas, aos maiores níveis dos reservatórios e à redução da carga do Sistema Interligado Nacional (SIN), principalmente, no Sudeste.

A expectativa para o mês de janeiro é de que as afluências atinjam 71% da Média de Longo Termo (MLT) para o SIN, mantendo-se abaixo da média para todos os submercados. Atualmente, a previsão das afluências dos submercados são de 81% no Sudeste, 46% no Sul, 39% no Nordeste e 64% no Norte.

Os níveis dos reservatórios das hidrelétricas ficaram cerca de 2.974 MW médios acima do esperado. Os índices estão mais altos no Sudeste (+ 2.452 MW médios), no Sul (+ 139 MW médios) e no Nordeste (+ 413 MW médios). Apenas no submercado Norte houve redução (- 30 MW médios).

Para a próxima semana, a carga de energia prevista do SIN está 1.425 MW médios mais baixa na comparação com a expectativa da semana passada, com reduções no Sudeste (- 1.551 MW médios) e no Norte (- 45 MW médios). Para o Sul, a expectativa é de elevação da carga (+171 MW médios). No Nordeste não houve alterações.

O fator de ajuste do Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) foi revisado de 89,2% para 90,2%, considerando a sazonalização flat da garantia física para o mês de janeiro de 2020. O fator de ajuste do MRE considerando a sazonalização realizada pelos agentes para o mês de janeiro está estimado em 87,5%.

Já a previsão de janeiro para os Encargos de Serviço do Sistema (ESS) totaliza R$ 560 mil, decorrente de geração termelétrica por unit commitment.