BNDES vai financiar construção de PCH no Mato Grosso

Usina de Nova Guaporé (14 MW) irá receber apoio de R$ 95 milhões e deve gerar 350 empregos durante sua implementação

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou o financiamento de R$ 95 milhões para a Sociedade de Propósito Específico (SPE) Nova Guaporé Energética S/A, visando a implementação da Pequena Central Hidrelétrica Nova Guaporé – de 14MW de capacidade instalada – nos municípios de Pontes e Lacerda e do Vale de São Domingos, no Mato Grosso. Os recursos do banco, que serão disponibilizados no âmbito do Finem, correspondem a 75% do investimento total do projeto, que é de R$ 126,5 milhões.

De acordo com o BNDES, a usina irá produzir energia para mais de 40 mil domicílios, além de gerar, durante a fase de construção, 150 empregos diretos e outros 200 indiretos. O prazo para execução do projeto é de até dois anos.

A Nova Guaporé Energética é uma SPE controlada pelo Grupo Polimix, formado por empresas de múltiplos segmentos – como concreto, cimento, mineração, cal industrial, energias renováveis, locação de imóveis e logística – com presença em 23 estados brasileiros, cinco países latino-americanos e nos Estados Unidos. O Grupo possui ainda, em curso no BNDES, um financiamento no valor de R$ 72 milhões para a construção da PCH Lajari, contratada em janeiro de 2017, além de outras operações indiretas automáticas.