ONS pode utilizar plenamente potencial das UHEs do norte

Reforços da transmissão colocaram, pela primeira vez em janeiro, à disposição do Operador as usinas estruturantes daquela região

A partir de janeiro o Operador Nacional do Sistema Elétrico ganhou um reforço importante vindo do norte do país. O órgão poderá explorar plenamente, pela primeira vez, o potencial hidráulico das usinas daquela região, constituída pelas UHEs do rio Madeira (Jirau e Santo Antônio), Belo Monte e Tucuruí. Segundo a instituição, a conjunção entre a geração dessas usinas e o reforço da rede de transmissão permitirá a inserção de 18 GW no sistema.
Em comunicado o ONS apontou que apesar do atraso da estação chuvosa na temporada 2019/20, os institutos meteorológicos preveem chuvas para as próximas semanas que devem contribuir para a preservação dos armazenamentos nos reservatórios do sudeste, centro-oeste e nordeste.
E lembra que é de acordo com a demanda total a ser atendida e a oferta a ser produzida pelas usinas, considerando as condições meteorológicas, o nível dos reservatórios e a possibilidade de geração eólica e fotovoltaica é que são acionadas as usinas térmicas. Nesta semana operativa (de 18 a 24 de janeiro) foi previsto o despacho dessa modalidade de geração equivalente a cerca de 50% da capacidade instalada dessas usinas no país.