BNDES: venda de ações da Petrobras pode movimentar R$ 19,5 bilhões

BNDES protocolou nesta quarta-feira, 22 de janeiro, pedido de registro da oferta pública de mais de 734 milhões de ações ON da estatal

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) protocolou nesta quarta-feira, 22 de janeiro, o pedido de registro da oferta pública secundária de até 734.202.699 ações ordinárias Petrobras. Segundo o prospecto preliminar, a operação poderá movimentar R$ 19,56 bilhões – considerando a cotação de fechamento das ações da companhia na B3 em 20 de janeiro de 2020, a R$ 31,98 por ação, e dos ADSs, representativos de ações ordinárias de emissões na bolsa de Nova York (NYSE), em 17 de janeiro, a US$ 15,16 por ADS.

“Este fato relevante não deve ser considerado como anúncio de oferta, cuja realização dependerá de aprovação da CVM e da SEC, bem como de condições favoráveis dos mercados de capitais nacional e internacional”, diz o comunicado publicado na Comissão de Valores Mobiliários. A SEC é a autarquia equivalente à CVM nos Estados Unidos.

Em 16 de janeiro, o BNDESpar anunciou a venta da totalidade de suas ações (19.140.808 ações ordinárias) na concessionária de energia Light, responsável pela distribuição de energia elétrica do Rio de Janeiro (RJ). O banco de investimentos Credit Suisse é o coordenador da operação. As ações serão ofertadas simultaneamente no Brasil e nos Estados Unidos.