EDPR e Engie firmam JV para eólicas offshore

Veículo começa com uma carteira de projetos que soma 1,5 GW em construção e 3,7 GW em desenvolvimento

A EDP Renováveis anunciou nesta quinta-feira, 23 de janeiro, a assinatura de um acordo com a Engie para criar uma joint venture compartilhada meio a meio em energia eólica offshore, fixa e flutuante.  O acordo assinado vem na sequência do anúncio de 21 de maio de 2019 de um Memorando de Entendimento para constituir uma nova entidade como veículo de investimento exclusivo da EDPR e da Engie para as oportunidades nessa mesma modalidade de geração no mundo.

Segundo o acordo, a EDPR e a Engie vão combinar os seus ativos eólicos offshore e o pipeline de projetos nesta nova organização, começando com 1,5 GW em construção e 3,7 GW em desenvolvimento. O acordo revelado está sujeito a determinadas condições prévias, tais como, por exemplo, o processo de aprovação regulamentar da Comissão Europeia. É previsto que a JV já esteja operando ainda no primeiro trimestre.

O volume de 1,5 GW em construção corresponde a 100% de capacidade dos  projetos: Moray East (950 MW), Wind Float Atlantic (25 MW) e SeaMade (487 MW). Já os 3,7 GW em desenvolvimento  são 100% de capacidade de projetos: Moray West (800-950 MW), Tréport & Noirmoutier (992 MW), Leucate (30 MW), Mayflower (1.336 MW dos quais 804 MW com tarifas concedidas) e B&C Wind (400 MW).