Petrobras deixará geração eólica

Empresa iniciou o processo de venda da totalidade de sua participação nas eólicas Mague Seco 1 e 2 no Rio Grande do Norte

A Petrobras iniciou o processo de venda de suas usinas de geração eólica. A estatal petroleira divulgou nesta sexta-feira, 31 de janeiro, a etapa de divulgação das oportunidades referentes à venda da totalidade de suas participações acionárias nas empresas Eólica Mangue Seco 1 e Eólica Mangue Seco 2,  localizadas no Rio Grande do Norte.
Chamados de teasers, contêm as principais informações sobre os ativos e os critérios de elegibilidade para a seleção de potenciais investidores. As Eólicas Mangue Seco 1 e 2 estão localizadas no município de Guamaré e fazem parte de um complexo de quatro parques eólicos com capacidade instalada total de 104 MW. Cada empresa detém e opera um parque eólico, com capacidade de 26 MW.
Na Mangue Seco 1, a Petrobras e a Alubar Energia possuem, respectivamente, 49% e 51% de participação. Já na Mangue Seco 2, a sociedade é com a Eletrobras, sendo 51% para a petroleira e 49% para a elétrica.
As informações aos interessados estão no site da companhia que é dedicado a esses desinvestimentos e pode ser acessado ao clicar aqui. A presente divulgação, informa a empresa, está de acordo com as diretrizes para desinvestimentos da Petrobras e com o regime especial de desinvestimento de ativos pelas sociedades de economia mista federais, previsto no Decreto 9.188/2017.