Eletrobras conclui emissão de US$1,25 bi em títulos de dívida no mercado internacional

Operação foi realizada apenas para investidores no mercado exterior

A Eletrobras informou em comunicado ao mercado que concluiu ontem (5), com sucesso, emissão em títulos da dívida no mercado internacional. Foram US$ 500 milhões em papéis Notes 2025 e outros US$ 750 milhões em Notes 2030. De acordo com a empresa, os recursos provenientes da emissão das Notes foram principalmente utilizados para oferta de aquisição de ‘Notes 2021’, emitidas pela estatal no mercado externo. A Oferta de Aquisição teve aceitação pelos investidores representando aproximadamente 64,25% das Notes 2021 em circulação, perfazendo o total de aquisição de US$ 1.124.298.000.

Ainda de acordo com a Eletrobras, a emissão das Notes e a Oferta de Aquisição das Notes 2021 foram realizadas exclusivamente para investidores no mercado exterior e não foram registradas junto à Comissão de Valores Mobiliários ou realizadas no Brasil. Segundo a agência de classificação de risco Moody’s, a parcela dos vencimentos da dívida da Eletrobras devida nos próximos 24 meses cairá de 44% para 33% de seu saldo devedor, vencendo nos próximos 24 meses, aumentando a flexibilidade financeira da empresa.

Ainda segundo ela, a oferta de compra segue uma oferta patrimonial de US$ 1,8 bilhão que a Eletrobras concluiu em dezembro passado com a emissão de novas ações. O Governo do Brasil subscreveu R$ 4,1 bilhões através da capitalização de créditos sobre adiantamentos que forneceu à empresa em 2016, resultando em cerca de R$ 3,6 bilhões em recursos líquidos em caixa para aumentar a posição de liquidez da empresa.