Eletronorte inaugura centro de operações em Tucuruí

Instalação vai permitir relacionamento direto com ONS em questões operacionais de UHEs da estatal

A Eletronorte passou a se reportar diretamente ao Operador Nacional do Sistema Elétrico para tratar de questões operacionais das usinas hidrelétricas de Tucuruí e Curuá-Una (ambas no PA), com a implantação, no início de fevereiro, do Centro de Operação da Geração de Tucuruí. Segundo a empresa, os trâmites operacionais com o ONS eram feitos, até então, por intermédio do Centro de Operação de Belém, e agora serão conduzidos a partir da sala de controle da usina.

Fernando Luiz Costa Leite, membro do Comitê Consultivo da Superintendência de Gestão de Ativos de Produção da Geração, explica que o centro vai dar maior agilidade e integridade no repasse das informações ao ONS. A Eletronorte planeja incluir os processos de operação das usinas Coaracy Nunes (AP) e Samuel (RO) ao Centro de Operação em Tucuruí.

A parte relacionada à transmissão, que inclui os disjuntores na Subestação Tucuruí relativos aos links de 500 kV entre a usina e a subestação, continuarão a ser operados pelo Centro de Operação do Pará (OEORP). Em caso de desligamento, o centro em Tucuruí é que vai enviar as informações sobre a ocorrência ao ONS, informou a empresa.