BID empresta US$ 110 milhões para financiar GD solar

Recursos foram liberados para a cooperativa brasileira de crédito Sicred

O BID Invest, braço do Banco Interamericano de Desenvolvimento, emprestou US$ 110 milhões à cooperativa brasileira de crédito Sicredi, que deverá utilizar os recursos para financiar projetos de geração solar distribuída no Brasil. O mercado de GD está em expansão no país e hoje soma 2,3 GW de capacidade instalada, com a fonte solar fotovoltaica respondendo por 2,1 GW, de acordo com dados atualizados da Agência Nacional de Energia Elétrica. A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) estima que cerca de R$ 50 bilhões deverão ser investidos em GD até 2029 no Brasil.

​O financiamento do BID Invest consiste em US$100 milhões em fundos próprios e US$10 milhões em financiamento misto do Fundo Canadense do Clima para o Setor Privado das Américas (C2F). O objetivo é financiar os associados do Sicredi que instalam sistemas de energia solar fotovoltaica e, ao mesmo tempo, abordam as principais brechas que limitam a expansão do financiamento de energia solar fotovoltaica para micro e pequenas empresas

A participação da Invest BID inclui também serviços de consultoria, o que ajudará a identificar os ativos de identidade verdes no portfólio do Sicredi, treinar funcionários e associados na sustentabilidade e criar um quadro de obrigações verdes criando vínculo para futuras emissões.