Copel tem até março para pedir renovação da outorga de Foz da Areia

Empresa vai alienar controle da hidrelétrica para conseguir mais 30 anos de concessão. Companhia também anunciou programa de incentivo ao bom desempenho dos funcionários

O conselho de administração da elétrica Copel G&T, braço para investimentos em geração e transmissão da estatal paranaense, autorizou a companhia iniciar o processo de renovação da concessão da hidrelétrica Foz da Areia (PR- 1.667 MW), cujo prazo de outorga termina em 17 de setembro de 2013.

Em comunicado ao mercado na última quarta-feira, 12 de fevereiro, a Copel G&T informou que fará o pedido nos termos do Decreto Federal nº 10.135/2019, que  permite a estatais geradores de energia renovem suas outorgas por 30 anos condicionada a privatização das usinas dentro do prazo de até 18 meses antes do vencimento do atual contrato de concessão.

Os empreendimentos desestatizadas poderão migrar seus contratos para o regime de produção independente e negociar a energia no mercado livre. Com isso, União, Estados e Municípios garantem novos recursos contribuindo para o equilíbrio das contas públicas. A União se beneficia com o recebimento dos valores das novas outorgas pelo Tesouro Nacional e os Estados e Municípios com o resultado econômico-financeiro da privatização das suas empresas.

Em teleconferência com analistas de mercado, em novembro, presidente da empresa, Daniel Slaviero estimou o bônus de outorga entre entre R$ 3-4 bilhões. Ontem, a ação preferência da Copel (CPLE3) fechou o dia cotada da R$ 82,10. Nesta quinta-feira, 13 de fevereiro, a ação abriu em baixa, atingindo o piso de R$ 80,52 às 10h27 e voltou a se recuperar.

Programa de incentivo

A Copel premiará os funcionários que tiverem um bom desempenho. Denominado Prêmio Por Desempenho – PPD, de caráter variável, o benefício abrange a holding e as subsidiárias integrais. “Esse programa foi desenvolvido prezando por sua consistência técnica e considerando as melhores práticas de mercado, com o apoio da FIA – Fundação Instituto de Administração, consultoria especializada em projetos de modernização de práticas de gestão de pessoas em empresas públicas e privadas. Assim, a Copel aperfeiçoa sua gestão por metas e aprimora sua cultura de meritocracia, assegurando a execução eficiente do plano estratégico”, diz o comunicado publicado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Copel aguarda solução do GSF para prosseguir com renovação de Foz do Areia