Taesa pagará R$ 753 milhões por ativos da Âmbar Energia

Transmissora informou que conclui a compra de dois empreendimentos localizados no Piauí e na Bahia

A transmissora de energia Taesa informou na última sexta-feira, 14 de fevereiro, que conclui a compra de dois empreendimentos de transmissão da Âmbar Energia, pelos quais pagará R$ 753,1 milhões e assumirá uma dívida de R$ 242,6 milhões referentes a contratos de financiamento que foram celebrados com a Caixa Econômica Federal.

Estão envolvidas na operação as empresas São João Transmissora de Energia e São Pedro Transmissora de Energia. A primeira é composta por 408 km de linhas e duas subestações de energia no Piauí. A segunda, por 408 km de linhas e seis subestações, divididos entre os estados da Bahia e do Piauí. Os empreendimentos entraram em operação em agosto de 2016 e têm contratos de concessão até 2043.

A Âmbar Energia é controlada pelo Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia Milão e a J&F Investimentos. A companhia ainda negocia com a Taesa a venda de 51% das ações nas empresas Triangulo Mineiro Transmissora de Energia e Vale do São Bartolomeu Transmissora de Energia. A Taesa informou que a conclusão da compra desses ativos está sujeita ao comprimento de condições suspensivas e que manterá seus acionistas e o mercado informados sobre o desenvolvimento das operações.

Sobre a dívida com a Caixa, a Taesa informou que quitará o débito e contratará nova dívida no mercado, nas seguintes condições: prazo de 7 anos, bullet, e taxa de CDI + 1,5% a.a.