Aneel autoriza repasse de R$ 25 milhões à Santo Antônio Energia

Valor se refere à prestação de serviços de interesse do sistema por um transformador instalado na Subestação Coletora Porto Velho

A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou o repasse de R$ 25 milhões à Santo Antônio Energia, como ressarcimento pelo período em que o transformador provisório instalado pela geradora na Subestação Coletora Porto Velho passou a desempenhar funções de interesse do Sistema Interligado Nacional. O valor corresponde ao investimento e aos custos de operação e manutenção do equipamento, entre dezembro de 2012 e novembro de 2019, a preços de novembro do ano passado.

A Saesa também vai receber parcelas mensais de R$ 37,4 mil em custos de operação e manutenção, de dezembro de 2019 até 90 dias após a publicação do ato, ou até a transferência do equipamento para a Eletronorte, o que ocorrer primeiro. Essa transferência será sem custos para a estatal, que passara a receber pelos custos de O&M do transformador.

O transformador TF13 foi instalado provisoriamente pela Santo Antônio Energia na subestação Porto Velho, com o objetivo de antecipar a entrada das primeiras unidades geradoras da hidrelétrica Santo Antônio. O equipamento seria retirado pela empresa, mas, por solicitação do ONS, ele permaneceu em operação por interesse sistêmico, após a entrada em operação da estação conversora back-to-back.

Por conta disso, a Saesa terá direito ao pagamento pela prestação do serviço ao Sistema Interligado, que será feito em parcela única, no primeiro processo de contabilização e liquidação financeira realizado após a publicação da resolução autorizativa da Aneel. O valor não inclui o período de oito meses de operação em que o TF 13 foi usado para garantir a a antecipação das  unidades geradoras da usina, nem a a depreciação correspondente a esse período. Os recursos virão da cobrança do Encargo de Serviços do Sistema, que remunera serviços ancilares de geração.

A subestação coletora Porto Velho é parte do sistema de transmissão da energia produzida pelas usinas do rio Madeira (Santo Antônio e Jirau), composto por uma série de equipamentos. A instalação tem uma estação conversora back-to-back (CA/CC/CA) que atende parte da carga do Sistema Acre-Rondônia , por meio de três circuitos em 230 kV.